terça-feira, 16 de março de 2010

PROFESSORES QUE FAZEM A DIFERENÇA

A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Pedro Santarém, vem por este meio, dar as felicitações aos Srs. Professores, que em boa hora tomaram a decisão de angariar fundos para o Haiti, através da comunidade escolar da n/ Escola.
A solidadariedade «vê-se» mais com actos e não tanto com palavras.
Por isso, os elementos da Direcção da Associação de Pais, a título individual contribuiram com a aquisição dos diversos itens, comercializados maioritáriamente pelos alunos da n/ Escola.

É de saudar esta iniciativa, que vai para além do horário normal de trabalho e que revela que existem professores que não se circunscrevem à suas obrigações profissionais e que com a sua atitude, revelam que não é só nas salas de aula que se pode ensinar e aprender.

Registamos ainda a agradabilíssima surpresa que os seis (6) professores, são todos «caloiros» na Escola Pedro Santarém, o que ainda é mais de louvar, pelo exemplo que esperamos que contagie os restantes professores da n/ Escola.

Aos SRS. PROFESSORES ( merecem a letra maiúscula):

- SARA SILVA; CARLA COSTA; EDITE CASTRO; ARMÉNIO RODRIGUES;
- FILIPE FONTE; DIOGO ALMEIDA;


UM BEM HAJAM!
MUITO OBRIGADO!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

VITÓRIA !


Caros amigos,

A vitória do PS em Benfica, neste acto eleitoral, foi o resultado da vontade expressa da população. Vontade de MUDAR, vontade de construir uma Benfica Solidária!

Nesse sentido, agradeço à população de Benfica a confiança depositada e, aos independentes que connosco colaboraram e aos socialistas envolvidos, todo o empenho e militância demonstrados ao longo da campanha.

Aqui fica o meu compromisso de que tudo faremos para trabalhar no sentido de um desenvolvimento sustentado da nossa Freguesia, em concertação com a Câmara Municipal de Lisboa.

UNIMOS LISBOA para a vitória! Precisamos agora de continuar UNIDOS para a construção de uma Freguesia Solidária.

Certa de que poderei contar com TODOS, encerro este blog de campanha para que possam ser abertas as novas páginas de uma Benfica Solidária, dinâmica, competente e com estratégia.

O meu muito obrigada a todos,

Inês Drummond

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Testemunho - Restaurante "O Escondidinho" (Bairro do Charquinho)

video

Fóruns de Educação

Não é possível assegurar a democratização do acesso à educação sem, ao mesmo tempo, construir a qualidade das aprendizagens. Para isso, é preciso considerar as pessoas concretas e não os alunos ideais, é preciso centrar nas escolas e não no abstracto o “sistema educativo”, investindo na mobilização de energias disponíveis e na diversidade e agindo com todos os parceiros em projectos descentralizados e localmente relevantes.

A escola em geral, e a escola básica em particular, vê-se, hoje, confrontada com uma multiplicidade de problemas, fundamentalmente de foro social, que passaram para o seu interior. Este facto obriga a repensar a escola e esta a repensar-se no sentido de encontrar possíveis e diferenciadas respostas para os diferentes problemas dos seus alunos.

Os fóruns de educação, da iniciativa da Junta de Freguesia de Benfica, ao visarem:

- identificar as dificuldades e os constrangimentos existentes devido à falta de condições físicas ou inadequadas à prossecução das actividades escolares (veja-se a realidade das escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico);

- valorizar as dinâmicas de inovação;

- estimular a construção de redes de partilha e cooperação para a mudança em torno de pólos atractores representados pelas escolas presentes;

podem e devem desempenhar um papel estruturante na resolução de pequenos/grandes problemas, na medida em que constituem um espaço privilegiado para a análise e reflexão de propostas e/ou soluções (in)formativas apoiadas e sustentadas, sempre que possível, pela Junta de Freguesia de Benfica.

É, portanto, neste contexto de situações diferentes, ricas em diversidade e significado, onde se estabelecem novos modos de trabalhar, de aprender e de relacionamento colectivo que poderá desencadear-se um conjunto de situações propiciadoras de maior sucesso educativo dos alunos.

Pelas razões já expostas, considero extremamente pertinente e relevante a realização de Fóruns de Educação no programa do PS à Junta de Freguesia de Benfica.

POR BENFICA SOLIDÁRIA

Teresa do Santo Cristo Pereira

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Associação da Comunidade de São Tomé e Príncipe recebe os Candidatos do PS às eleições autárquicas

A candidatura do PS “Unir Lisboa” visitou a Associação da Comunidade de São Tomé e Príncipe (ACOSP). Participaram na visita a candidata a Presidente da Junta de Freguesia de Benfica, Inês Drummond, membros da sua equipa, (Noémia Freitas, Lourdes Menor, Hernani Siva, Hugo Pina, Marta Rosa, Alberto Helder) e os candidatos a vereadores Dalila Araújo, Catarina Vaz Pinto, Fernandes Nunes da Silva e o candidato à Assembleia Municipal, José Leitão. Pela parte da ACOSP a equipa foi recebida por António Cádio seu Presidente, Natália Umbelina, Vice-Presidente, corpos sociais e associados.

Foram apresentadas as linhas gerais da candidatura à Câmara Municipal, encabeçada por António Costa nas áreas da cultura e da mobilidade, por Dalila Araújo, Catarina Vaz Pinto, Fernando Nunes da Silva, José Leitão e à Junta de Freguesia pela Inês Drummond.

Do debate ressaltou-se a necessidade de ser assegurada maior igualdade de oportunidades quer no trato - como cidadãos e não minorias étnicas -, quer no apelo às competências e às energias dos portugueses negros e imigrantes com particular realce para sua maior representatividade nos espaços políticos, sociais e culturais. Se nos cargos e funções as vagas são preenchidas por concurso recorrendo-se à selecção por mérito, na sociedade e nas instituições há funções que são preenchidas por cooptação, por livre escolha com base na confiança. Esperamos dos socialistas que também neste nível seja assegurada igualdade de oportunidades e que seja feito apelo às competências e energias de Todos. A ênfase foi igualmente dada à necessidade de ensinar e divulgar a língua portuguesa enquanto ferramenta de diálogo, de inserção e de inclusão.

Estas eleições constituem uma oportunidade de construir uma Freguesia de Benfica mais solidária, uma Lisboa inovadora, fraterna e cosmopolita, que garanta maior igualdade de oportunidades para todos. Queremos e temos competência para ter um papel mais activo nesse processo.

Que Lisboa seja um espaço efectivo de culturas das “desvairadas gentes” numa assumpção de efectiva igualdade de oportunidades para Todos.

NATÁLIA UMBELINA

O PS em campanha - Domingo, dia 4

A candidatura Unir Lisboa organizou, (no passado domingo, dia 4), um passeio de bicicleta entre a Torre de Belém e o Cais do Sodré. A iniciativa, muito concorrida, utilizou a ciclovia com de cerca de 7 km que une estas zonas ribeirinhas e que foi concluída neste mandato.

O passeio serviu para assinalar a aposta que está a ser feita neste modo de transporte, com a construção de uma rede de ciclovias em percursos-chave da cidade de Lisboa. Os objectivos desta medida são, por um lado, aumentar as escolhas dos lisboetas no que diz respeito à sua mobilidade e ao lazer; por outro, fomentar a utilização de um meio de transporte não poluente.

A ideia de que Lisboa não pode ser “pedalada” é questionada diariamente por todos os que utilizam este meio de transporte nas suas deslocações e nos seus tempos-livres. Como António Costa frisou no seu discurso, Lisboa tem desníveis que desafiam a capacidade física de muitas pessoas. Mas tem, também, muitas e vasta áreas planas, onde é possível (e agradável) utilizar a bicicleta. Entre estas, incluem-se Alvalade, Telheiras ou a Frente Ribeirinha.
O desafio está, por isso, em ter a coragem e a ambição de criar melhores condições para a utilização da bicicleta nos percursos diários ou de lazer.
Ainda no mesmo dia a candidatura Unir Lisboa esteve no Bairro da Boavista.